segunda-feira, 30 de maio de 2011

DESPEDIDA!


Não me deixa assim
Não solta minha mãos assim deslizando lentamente a ponta dos meus dedos como se tudo fosse um uma cena de despedida
Não me esquece
Não some, não desaparece.

Não me deixa assim sozinha
Sem uma carta, perdida, sentida.
Com esse nó na garganta e essa dor no peito.
Não me deixa vazia, sentindo angustia de não ter mais você em meus anseios.

Não faz assim, simplesmente como se fosse água que ferve, queima e depois evapora.
Não me deixa com meus pensamentos
Não me deixa sem palavras
Em silêncio.
Com minhas dúvidas, meus devaneios.


Não faz  como a chuva que some lentamente na terra árida
A falta da tua voz adormece meus tímpanos
A falta de tua presença deixa o espaço vazio aos meus olhos
Mesmo envolta a multidões
A falta que teu carinho
Deixa marcas profundas em meu coração

Não precisa sair sem despedir
Sem dá adeus
Sem olhar mais uma vez
Eu sei que este sofrimento
Não é só meu!

Sol.Sunshine


Nenhum comentário: