segunda-feira, 13 de junho de 2011

RECOMEÇAR!

  Vazia como poço abandonado
Seca como uma palha ao vento a dançar
Silenciosa como uma mariposa
Dentro do casulo
No escuro!
Preciso de ar!

Como um poeta sem inspiração
Como um barco sem rumo
Uma noite fria de chuva
Um caminhar sem destino
Como presa e acorrentada
No fundo do mar
Sem conseguir respirar

Preciso de ar!
Acordar!

Encontrar novos objetivos
Novos sonhos
Ideais
De novo me apaixonar
Quem sabe?

Preciso acordar
Respirar
Preciso de ar!

Levantar a cabeça
Dá volta por cima
Deixar a poeira assentar
Reagir
Lutar
Amar...
Viver!
Respirar!
Preciso de ar!
Sol.Sunshine

Nenhum comentário: