segunda-feira, 18 de julho de 2011

LOUCO AMOR!

Louco!
Totalmente louco!
E se entrega, apresenta, oferece a toda loucura
Deliciosa, afável, acolhedora loucura de um amor impossível.
Desejado, ambicionado e escondido.
Um amor sem exigências, sem cobranças, sem culpas...

Um louco amor
Que não pensa em consequências
Que não se importa com tempo
Que vive intensamente o momento
Que supre carências, ausências,
Que dá tonturas...

Completamente louco
Como se voltasse à adolescência
Aquele amor oculto
Esperado, prometido, aguardado.
Agora já sem mais nenhuma inocência...

Inteiramente louco.
E há quem ame, aprecie, queira suas loucuras
Em palavras faladas, sussurradas, segredadas.
Em desejos sonhados, em afagos imaginados.
Em caricias prometidas as ocultas...

SOL.Sunshine

Nenhum comentário: