sexta-feira, 14 de outubro de 2011

PLATÔNICO


Uma ingênua  pétala
Por um espinho apaixonou-se
Mas desabrochando a rosa
Uma mão colhendo-a partiu o galho ao meio


E se foi o jardineiro...


A rosa com o  orvalho chorava
O jardineiro tirava do dedo
O espinho que encontrara.

SOL.Susnhine

Nenhum comentário: