terça-feira, 20 de dezembro de 2011

(RENASCENDO )


Estava morta em um mundo escuro
Sofrida por vendavais que golpeavam meu corpo
Minha vista turva já não mais enxergava esperança
Meus lábios não sabiam mais sorrir,
Meu rosto abafará o semblante da alegria
Minhas mãos trêmulas não mais procuravam ajuda
Cambaleava cabisbaixa, acanhada, humilhada e desiludida.
Já não tinha forças
Perderá os sonhos pelos caminhos percorridos de uma vida sem sentido
Agia na rotina de um dia a dia, acomodada e habituada a ser submissa apenas.
Obedecer e calar, calar e obedecer.
Vivia robotizada a espera apenas que o sol nascesse e a lua se fosse
Ou que a lua voltasse e sol o pôr-se.
Nos meus dias não tinha expectativas, projetos, ambições ou aspirações.
Semanas e meses apenas respirava, aceitava que existia.
Até que,  sem esperar, sem aguardar sem compreender.
Você surgiu em meu viver
Não sei de onde, não sei como, não tem explicação, não existe um por quê?
Você surgiu e meu espirito reviveu.
Sinto-me como a ave Fénix
Teu amor me faz renascer
Tirou-me das cinzas ainda ardente
Resgatou-me de um lago de brasas quentes
Mostrou-me novos sonhos e ensinou-me a ter esperanças
Deu-me fôlego, vida.
Pegou-me com candura.
Amou-me.
Fez-me renascer!

SOL.Sunshine

Nenhum comentário: