sexta-feira, 4 de maio de 2012

Entre a Cruz e a Espada


Não me encontro neste instante
Não estou dentro de mim
Perambulo pelo espaço das utopias
Vagando pelo cosmos dos devaneios
Sei lá onde estou...
Não estou aqui.

Pensamentos vazios
Distantes
Dúvidas e  temores confundem-se
Tomam conta de mim
A solidão em meio a multidões
Aperta-me
Espreme-me até a última gota de choro contido,
Esquecido
Que precisa desaguar
Esvair-se, dissipar-se.

Olho ao redor como quem procura respostas
Uma venda, uma saída.
Como quem procura por si mesma
Preciso encontra-me
Estou entre a realidade e o sonho
Entre o fato e a aspiração
Entre a dor e o coração.
Entre a cruz e espada.
Entre o amor e a razão.

SOL.Sunshine 
---------&---------- 

Nenhum comentário: