quinta-feira, 27 de junho de 2013

TUA DOCE BOCA!


E quanto a tua boca se abre e sinto misturar-se a minha saliva a tua língua.
E quando colamos em um sugar de vontades, de paixão em quase desespero
nossas bocas em um roçar de lambidas...
E quando respiramos o mesmo ar, afastados apenas para um gemido e murmúrio de amor entre
uma e outra mordida...

Ah amor!!!
A minha boca procura a tua
A tua busca desesperadamente a minha

Há quem chame isso de beijo.
Nós apenas chamamos
Saciar desejos...
De entrega mútua...
De vida!

" Não sei viver se não contigo..."





Nenhum comentário: